terça-feira, 26 de novembro de 2013

Até tu Brutus?







Um dia ele vagou pela imensidão do mundo ,em São Paulo parou, compartilhou de um quarto mal cheiroso,desarrumado,e ,CHOROU,não sei se chorou a triste visão, ou chorou sua desilusão. Havia saído de casa, a mulher colocou suas vestes num saco de lixo ,como se lixo fosse, e ele partiu. Parou como quase todos os migrantes aqui em sumpaulo (é assim a maneira como pronunciam São Paulo, e aqui ficou, no começo é tudo bom ,mas a realidade era cruel, tinha coisas a pagar ,mesmo não tendo de onde tirar e um moço cheio de  diplomas universitários, estava ali no meio das bananas e dos pneus recauchutados aquele cheiro que acabava embriagando até os ossos de tão ruim que era  a química destas duas coisas, ele tirava nem sei donde e vivia de uma maneira que só vi no livro os miseráveis, Não sei como aquelas roupas conseguiram ainda entrar e sair de um tanque de roupa mais uma esfregadela e ela se esfarelava, ele eras uma espécie de abandonado mesmo.
Chorou muitas noites na imensidão das trevas e os seus ouviram, menos aqueles a quem ele um dia levou vida ,e deu vida, cumpriu e cumpre até hoje sua missão ,e nem anjo é ,é apenas um homem que se faz de  tão rude, há dias que há uma fúria em seus olhos, outras vezes há tanta meiguice com  dor .





Hoje já pode alguma coisa ,ao lado de uma mulher, que passa quase pelas mesmas dores com uma única sorte o teto de sua cumeeira é dela, mesmo  assim não ,deixa de pagar um imposto,uma luz, que fica pior que o escuro o imóvel vai a leilão são dores tão dores, mas diversas, e um se apoia no outro mas as vezes não... Hoje deixou o telefone em ,e ela a ligar ,lembrou os velhos dias que ninguém a atendia mesmo a precisar,ligou até para seus colegas ,e não teve nem a coragem de ir a um orelhão.




 Os Brutus andam por ai a esfaquear, a conspirar , mas a mulher parece que quer que  a morte a leve por isso se deixa levar, quem sabe uma hora a punhalada entre de fato ,e ela possa viajar ,para uma vida melhor .
ATÉ TU BRUTUS?
E você diz me amar?
A foto da marmita que ele estraçalhou com as mãos foi deletada, e eu querendo tirar a minha foto ,quye achei que não ficou bem,tenho de lhe pedir permissão, é até tu Brutus? Quem é você ,é essa a pergunta que não quer calar, e quando eu vou melhorar ?Se nem chão eu tenho, e nem sei se vou pra direita, para a esquerda ,se sigo, voltar? Não existe a menor possibilidade de retorno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário